Bárbara Pires

Bárbara Pires é uma violetista portuguesa nascida em 1990, iniciou os seus estudos de viola de arco com o professor Luís Norberto e posteriormente com o professor Dírio Alves no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga. Em 2011, terminou a Licenciatura na Escola Superior de Música de Lisboa na classe do professor Pedro Muñoz e concluiu, em 2014 o Mestrado em Ensino sob orientação do professor Pedro Muñoz nesta mesma instituição.

Teve a oportunidade de atuar como solista com a Orquestra do Norte, Orquestra Sinfónica da Escola Superior de Música de Lisboa, entre outras.
Desde muito cedo participou em várias Orquestras de Jovens como OJ. com, Momentum Perpetuum e em 2010 representou Portugal na Orquestra Juvenil Latino-Americana dirigida pelo maestro Gustavo Dudamel em Caracas, Venezuela. Realizou várias masterclasses com violetistas de renome mundial como Ana Bela Chaves, Diemut Poppen, Tobby Hoffmann, Natacha Titch, Jorge Alves, Paul Wakabayashi, Ryszard Wóycicki, entre outros. Realizou vários recitais a solo e em música de câmara com a pianista Isa Antunes em várias salas portuguesas através do Movimento Patrimonial pela Música Portuguesa (MPMP).

Foi chefe de naipe da Orquestra de Cãmara de Almada, e colabora regularmente com a Orquestra Gulbenkian, Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orquestra Sinfonietta de Lisboa e Orquestra de Câmara de Cascais Oeiras. É violetista da Camerata Atlântica, na qual realizou vários concertos a nível nacional como no estrangeiro, em auditórios de prestígio como Auditório da Fundação Gulbenkian. Foi júri na categoria de viola de arco no “Concurso Vasco Barbosa” e “Concurso Interno do Instituto Gregoriano de Lisboa”.

Atualmente leciona no Projecto Orquestra Geração, na Academia Musical dos Amigos das Crianças e no Conservatório de Música D. Dinis.

Save

Save

Save