João Pedro Santos

João Pedro Santos nasceu em 1984 em Torres Novas.13669214_1517752644918078_3480754480090131758_n
Iniciou os estudos musicais no Conservatório Choral Phidellius, ingressando, posteriormente, na Escola Profissional de Artes da Beira Interior – Covilhã na classe do Professor Luis Gomes. Frequentou cursos de aperfeiçoamento com vários professores dos quais se destacam: Philipe Cuper, Alain Damiens, Antony Pay, Michel Arrignon entre outros.

Participou em Estágios de Orquestra de Jovens, tais como: Orquestra APROARTE, Orquestra EMP, European Union Youth Wind Orchestra (Itália), entre outras. Apresentou-se a solo com a Orquestra de cordas da Rússia (Variações de Rossini), Orquestra da ESMAE (1o Concerto de Weber), Banda Sinfónica Portuguesa (Carmen de Bizet – Variações), Orquestra Sinfónica de Jovens de Oviedo (Sinfonia Concertante de Mozart), Orquestra Gulbenkian (Concerto de Nielsen), Orquestra do Algarve (Concerto de Nielsen) e Orquestra de Câmara de Cascais.

João Pedro Santos trabalhou com prestigiados maestros e foi  membro fundador do ensemble de clarinetes da Academia de Música de Santa Cecília. Realizou gravações, em directo, para a Antena 2, actuando em duo com António Saiote e com o Quarteto Capela. Tem-se apresentado em inúmeros concertos com Esther Georgie e Michel Gal e participado como professor convidado em master-classes de clarinete em Espanha (Oviedo) e Covilhã. Integra o Ensemble Mahler. Em Março de 2009 a convite da European Union of Music Competitions for Youth (EMCY), participou numa tournée na Alemanha, onde realizou 10 Concertos e gravou para a Rádio Deutsche Welle. Em Dezembro de 2009, integrou a Orquestra Iberoamericana sob a direcção do Maestro Gustavo Dudamel. Apresentou-se como solista no congresso International Clarinet Association na Casa da Música (Porto).

Foi finalista e vencedor de vários concursos de Música nacionais e internacionais.

Licenciou-se em Clarinete na ESMAE (Porto), em 2006, na classe do Prof. António Saiote, tendo concluído o Mestrado em Música na Universidade de Évora com a classificação máxima a Clarinete na classe do Prof. Etiènne Lamaison.
Nas temporadas de 2006 a 2010 integrou a Orquestra Gulbenkian como solista B.

Atualmente, lecciona a disciplina de Clarinete na Academia de Santa Cecília e na AMAC e colabora regularmente com a Orquestra Gulbenkian e com a Orquestra Sinfónica Portuguesa.

 

Save

Save

Save

Save

Save

Save

Save

Save

Save